Top processadores 2019

O processador continua a ser o “cérebro”, o “coração”, o “motor” do computador – são várias as analogias que podemos fazer. Sem um processador eficiente e poderoso, a performance de todos os restantes elementos da máquina estará comprometida. E se para trabalhar com edição de texto ou aceder às redes sociais é suficiente um computador mais económico, para trabalhar com programas de gráficos, jogar jogos de vídeo à séria (“gaming”) e gerir um software CRM complexo será necessário um processador de alta capacidade. Até mesmo os profissionais do Excel e do Access, se exigirem um pouco mais dos seus programas, verão a diferença que faz um bom CPU. Vejamos em seguida alguns dos melhores processadores existentes atualmente no mercado.

Intel Core i3-8100

Este equipamento, que vem da chamada “8.ª geração” de processadores Intel, representa um bom compromisso entre custo e performance. Poderá até ser considerado como o mais barato de todos os CPU mais caros. Os ganhos de desempenho em relação a aparelhos das gerações anteriores foram calculados em cerca de 30% (até 32%, nalguns casos). Vem com GPU (graphics processing unit) integrada.

AMD Ryzen 7 3700X

A série 7 da AMD constitui todo um outro nível de eficiência e capacidade em termos de processamento. Trata-se de um 8-core, 16 threads, 32 Mb de cache, frequência 3.60 GHz e um sistema de inteligência artificial próprio, autorregulando-se (velocidade de processamento, consumo de energia, etc.).

AMD Ryzen 3 2200G

Esta é a opção económica por excelência. Para quem tem um computador bastante antigo, que pretende atualizar para uma utilização ocasional ou ligeira, esta é uma boa opção. É um 4-core com GPU integrada (Radeon Vega 8), frequência 3,50 GHz (suficiente para jogar jogos desktop-based mais leves ou aceder ao Facebook) e a cache é de 6 MB. Sabe-se que alguns utilizadores, querendo montar um computador com Windows XP ou 95 para correr jogos clássicos com a melhor qualidade, sem precisar de emuladores, optaram por soluções deste género.